Sentimos mais sono no inverno? A resposta é sim!

64
Segundo os especialistas da Associação Brasileira do sono, sim, nós sentimos mais sono no inverno! Sabe por que isso acontece?
A explicação está na quantidade de luz que estamos expostos nesta estação do ano. No inverno, os dias são mais curtos e as noites mais longas. Sendo assim, a intensidade de luz mais baixa é um sinal importante para o corpo se preparar para dormir. Quando o cérebro recebe pouca luz, como à noite, responde enviando um sinal para a produção de melatonina, o “hormônio do sono”, que deixa o corpo cansado e pronto para o repouso.
Os dias frios e a sonolência dessa época podem ser um primeiro passo para regular os horários e melhorar a qualidade do sono. Esses dois fatores no inverno, luz e temperatura, podem fazer toda a diferença no descanso.
8 dicas para dormir melhor na estação mais fria do ano:
1. Procure ficar aquecido: sentir muito frio ou calor prejudica o sono.
2. Escolha a roupa ideal para dormir: várias camadas de roupa (efeito cebola) podem ser melhores que uma roupa pesada.
3. Prepare o ar: no inverno há estiagem e o ar ficar mais seco. Umidificar o quarto pode ajudar.
4. Deixe o ambiente de dormir aquecido: porém, evite deixar o aquecedor em temperaturas muito altas, afinal, conforme já mencionado, o calor também atrapalha o sono. O ideal é uma temperatura agradável. Deixe o aparelho de preferência e no chão, assim a circulação de ar é maior.
5. Dê atenção para os pés e as mãos: quanto mais aquecidos, mais fácil será adormecer. Meias são recomendadas, porém podem ser substituídas por uma bolsa de água quente. Uma coberta adicional nos pés também pode ajudar.
6. Mantenha a rotina de exercícios físicos: apesar do frio, movimente-se regularmente.
7. Receba luz: procure ter contato com luminosidade natural pela manhã, já que os dias são mais curtos.
8. Cuide da alimentação: é comum a alimentação ser mais pesada no inverno, mas isso deve ser evitado próximo do horário de dormir. Que tal uma sopa leve e quentinha? Bebidas quentes também ajudam no combate ao frio e a relaxar.

Sobre a Associação Brasileira do Sono

Fundada em Agosto de 1985 com o nome Sociedade Brasileira do Sono, a instituição congrega todos os profissionais brasileiros que estudam sono, incluindo desde áreas experimentais, Biólogos, Técnicos de Polissonografia, Fisioterapeutas, Fonoaudiólogos, Psicólogos, Odontologistas e Médicos.

 A associação é fundamentalmente desde sua origem multidisciplinar e a lista de especialistas que participam da sociedade não para de crescer.

Com o passar dos anos a sociedade se adaptou aos desafios e, desde 2005, passou a se chamar Associação Brasileira do Sono (ABS). Agrega também sob o mesmo teto e com direção compartilhada as sociedades co-irmãs: Associação Brasileira de Odontologia do Sono (ABROS) e Associação Brasileira de Medicina do Sono (ABMS), ambas criadas para atender necessidades específicas de dentistas e médicos.

Apoio:


A ABS é reconhecida mundialmente. A associação promove inúmeras atividades, incluindo cursos, reuniões com a sociedade civil e com os gestores de políticas públicas, além de promover diálogo constante com a sociedade sobre os mais diversos temas relacionados ao sono. A Associação Brasileira do Sono é responsável também pelo periódico cientifico Sleep Science, revista publicada em inglês com reconhecimento mundial, recebendo artigos científicos originais de todas as partes do planeta.

As regionais do sono estão presentes em 22 estados do Brasil.

COMENTÁRIOS