Oeste Paulista ganhará duas Promotorias Regionais do Meio Ambiente

83

O Órgão Especial do Colégio de Procuradores do MPE (Ministério Público Estadual) aprovou por unanimidade, no dia 7 de junho, proposta da Procuradoria-Geral de Justiça para a implementação de duas Promotorias Regionais do Meio Ambiente na região de Presidente Prudente: Pontal do Paranapanema e Aguapeí/Peixe.

Em todo o Estado, haverá 24 e a atuação de cada uma das promotorias será definida pelos limites das bacias hidrográficas, reproduzindo a mesma lógica que serviu para a implementação dos núcleos do Gaema (Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente) de Presidente Prudente no Estado.

O procurador-geral de Justiça, Mario Sarrubbo, afirmou que a experiência acumulada junto aos núcleos do Gaema demonstra a pertinência da criação das promotorias como forma de conferir “maior eficiência e maior resolutividade” à atuação do MPE.

Na exposição de motivos, o Sarrubbo registrou ainda que as questões ambientais apresentam um caráter transcendental, o que indica a necessidade de uma atuação “integrada, coordenada e concentrada” por parte da instituição.

Apoio:


No artigo 5º da resolução aprovada pelo Órgão Especial, consta que as Promotorias de Justiça Regionais do Meio Ambiente, que contarão com no mínimo dois cargos de entrância final, terão atribuição regional cível e criminal em matéria de meio ambiente.

COMENTÁRIOS