Professor de Harvard quer fazer foto em “alta resolução” de OVNIs

104

Um professor da prestigiada Universidade de Harvard, em Cambridge, Massachusetts, está encabeçando um projeto para fazer imagens em “alta resolução” de objetos voadores não identificados (OVNIs), numa tentativa de provar que não estamos sozinhos no universo.

Avi Loeb é conhecido por sua convicção de que não só a vida inteligente alienígena existe, como ela está mais perto do que imaginamos. Segundo ele, o objeto interestelar ‘Oumuamua, que intrigou os cientistas em sua passagem pelo sistema solar, seria uma sonda enviada por alienígenas, que semearam a Terra com sensores. E nosso universo pode ter sido criado em laboratório, como parte de um experimento de uma civilização avançada.

Seu novo projeto, financiado pela iniciativa privada, se chama Galileo. Ele envolve mais de 100 cientistas, que estão construindo seu primeiro sistema de telescópios no telhado do observatório de Harvard. Ele usará câmeras infravermelhas para filmar o céu 24 horas por dia, 7 dias por semana, e também é equipado com sensores de rádio, audio e magnetômetro para detectar objetos não visíveis, como OVNIs.

Além disso, segundo Loeb, há um sistema de inteligência artificial que irá ignorar objetos como pássaros, drones, aviões ou meteoros, prestando mais atenção no que “não é feito pelo homem”. “Estamos tomando um caminho nunca percorrido, então pode haver algumas conquistas fáceis, que ninguém antes conseguiu porque não passaram por ele”, disse ao jornal inglês The Guardian.

O projeto também usará dados coletados pela Planet Labs, que tem uma frota de minisatélites que fotografa todo o planeta uma vez ao dia. Ao olhar tanto “para cima” quanto “para baixo”, as chances de uma descoberta de um OVNI aumentam.

Loeb afirma que, apesar da busca por OVNIs estar deixando de ser um estigma, ela ainda é menosprezada por astrofísicos e outros acadêmicos, o que pode afastar os cientistas mais jovens.

“Eu realmente quero que a próxima geração tenha liberdade para discutir isso, e que se torne algo comum. Minha esperança é que conseguindo uma imagem em alta resolução de algo incomum, ou encontrando evidência disso, o que é bem possível nos próximos um ou dois anos, possamos chegar a esse ponto”, complementa.

Segundo Loeb, o objeto interestelar ‘Oumuamua seria uma sonda alienígena. Imagem: ESO/M. Kornmesser (CC BY SA 4.0)
:::.............. COMENTÁRIOS ..............:::