Biden aprova envio de mais soldados para a Europa em meio a tensões com a Rússia

68
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, aprovou formalmente o envio de mais militares americanos para o Leste Europeu, e o Pentágono deve anunciar ainda nesta quarta-feira (2) que os soldados viajarão “nos próximos dias”, disseram oficiais dos EUA à CNN.
As mobilizações de tropas são uma demonstração de apoio aos aliados da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) que estão se sentindo ameaçados pelas movimentações militares da Rússia próximas à fronteira com a Ucrânia, afirmaram os oficiais.
Espera-se que o Pentágono anuncie que milhares de tropas adicionais dos EUA viajarão para novos locais na Europa. As mobilizações incluirão cerca de 2.000 soldados para a Polônia, e alguns milhares para os países da Otan a sudoeste, como a Romênia, revelaram as fontes.
Os EUA colocaram 8.500 soldados americanos em alerta, caso as Forças de Resposta da Otan sejam chamadas e as tropas dos Estados Unidos sejam necessárias prontamente. Os EUA e a Otan já possuem dezenas de milhares de oficiais alocados na Europa, disseram as fontes, enquanto outros virão dos grupo em alerta ainda nos EUA.
Os soldados operarão em uma base bilateral com seus países anfitriões, dado que a Otan ainda não ativou uma força de resposta multinacional.
A CNN noticiou na semana passada que os Estados Unidos e alguns aliados estiveram discutindo o envio de milhares de soldados adicionais para países da Otan no Leste da Europa antes de qualquer potencial invasão russa na Ucrânia, como demonstração de apoio frente à agressividade contínua de Moscou.
Biden também disse na sexta-feira (29) que movimentaria as forças “em um futuro próximo”, quanto a Rússia continuou a reforçar as tropas perto da Ucrânia, levantando temores de uma invasão mesmo com os esforços diplomáticos para dissipar as tensões.
:::.............. COMENTÁRIOS ..............:::