Prefeitura inicia acolhimento de pessoas em situação de rua no Estádio Caetano Peretti

46

Em ato simples nesta segunda-feira (13/07), o prefeito Nelson Bugalho deu início ao funcionamento da Casa de Acolhimento, estruturada no alojamento do Estádio Municipal Caetano Peretti, na Vila Formosa.

Conforme informa a titular da SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social), Fabiana Sales Macedo, o espaço é voltado para acolhimento das pessoas em situação de rua e funcionará como uma extensão do Centro de Referência da População Migrante de Rua, a antiga Casa de Passagem.

O local, que funcionará enquanto durar a pandemia de coronavírus, a Covid-19, foi dividido em dois blocos: um com 32 espaços para acolher a população em situação de rua em geral, e outro com mais 32 lugares para aqueles que forem notificados ou confirmados com a doença e precisarem ser isolados dos outros.

“Com a pandemia e a chegada do frio, o local é mais uma oportunidade das pessoas serem acolhidas e terem toda estrutura de atendimento”, comenta Fabiana, lembrando que no local serão servidas todas as refeições diárias, sendo café da manhã, almoço, café da tarde, janta e lanche da noite.

Segundo ela, no espaço haverá ainda todo acompanhamento socioassistencial, como atendimento psicológico, médico e até mesmo junto ao Caps (Centro de Atenção Psicossocial) para aqueles que fazem uso de alguma substância química e se interessam pelo tratamento, além de atividades diárias junto aos monitores que permanecerão no local em tempo integral.

O titular da Semepp (Secretaria Municipal de Esportes), Claudinei Quirino, cuja pasta foi responsável em ceder o espaço à Assistência Social, conta que espera que as pessoas em situação de rua aproveitem o novo local de acolhimento e o enxerguem como uma nova oportunidade. “Este lugar me traz boas lembranças, pois significa recomeço e oportunidade. Morei no Caetano Peretti e aproveitei todas as oportunidades. Espero que signifique o mesmo a essas pessoas”, lembra.

O chefe do Executivo ressalta que o local é implantando a fim de evitar que as pessoas continuem em contato com diversas situações de perigo, inclusive sem os devidos cuidados contra a Covid-19. “Possivelmente estamos atingindo o pico da doença, então todo cuidado é pouco. Além disso, temos de evitar qualquer comportamento que possa transmitir a doença”, diz, agradecendo ainda a todos que estão atuando na nova empreitada. “Todas as pessoas em situação de rua serão muito bem acolhidas”, conclui.

Cabe lembrar que após o encerramento do acolhimento no Caetano Peretti, as pessoas em situação de rua que quiserem continuar sendo atendidas pela Prefeitura poderão permanecer no Centro de Referência da População Migrante de Rua, onde o trabalho de acompanhamento e tratamento já é realizado.

Fonte: Secretaria de Comunicação

:::.............. COMENTÁRIOS ..............:::