Polícia Civil abre inquérito contra mulher que dizia ter filho com câncer no cérebro e fazia vaquinha virtual

140
Nesta sexta-feira, 18 de janeiro, a Polícia Civil de Panorama, esclareceu e instaurou nesta sexta-feira, 18 de fevereiro, um inquérito policial em desfavor de uma mulher de 35 anos, moradora em Panorama, que fica a 125 Km de Presidente Prudente.
A acusada disponibilizou em redes sociais, “vaquinha virtual”, fraudulenta para tentar arrecadar custas para um suposto tratamento médico que seu filho, uma criança de 4 anos, seria submetido. A mulher alegava que a criança estaria acometida de um câncer no cérebro.
As diligências foram realizadas por policias civis, acompanhados de agentes do Conselho Tutelar e do Setor de Saúde do município, que foram verificar a documentação (exames médicos) para incluir a criança nos programas de atendimento municipal. Mas, diante da narrativa evasiva da mulher, e da informação que de os exames filho estavam “encaixotados”, pois ela iria mudança para a cidade de Três Lagoas-MS.
A suspeita foi conduzida para a delegacia de polícia, e ao prestar declarações, acabou confessando que tudo era farsa, que o filho não estava com câncer. E que a “vaquinha” criada e venda de “vale pizza” era um meio fraudulento para tentar arrecadar dinheiro. Ressaltou ainda, que acredita que tenha vendido uns sete vales pizza, por valor de R$ 25,00, cada um.
A suspeita após ser ouvida, foi liberada. A Polícia Civil, a fim melhor robustecer o inquérito policial, promoverá novas diligencias, visando coletar mais indícios do crime praticado. Sendo que após o relatório final, os autos serão rementidos para a Justiça.
:::.............. COMENTÁRIOS ..............:::