Carnaval de rua é cancelado na cidade de São Paulo

Desfiles das escolas de samba de SP no Sambódromo do Anhembi foram mantidos desde que a liga das escolas aceite os protocolos sanitários Equipe portal

48

Com o avanço da variante Ômicron do coronavírus e o aumento de atendimentos de pacientes com sintomas respiratórios, o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), anunciou o cancelamento do carnaval de rua da cidade de São Paulo em 2022 nesta quinta-feira (6).

Os desfiles das escolas de samba de São Paulo no Sambódromo do Anhembi foram mantidos e estão previstos para ocorrer nos dias 25, 26, 27 e 28 de fevereiro, além do desfile das campeãs em 5 de março. As apresentações, no entanto, só acontecerão se a Liga das Escolas de Samba aceitar os protocolos sanitários que serão elaborados para o evento.

Com o avanço da variante Ômicron do coronavírus e o aumento de atendimentos de pacientes com sintomas respiratórios, o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), anunciou o cancelamento do carnaval de rua da cidade de São Paulo em 2022 nesta quinta-feira (6).

Os desfiles das escolas de samba de São Paulo no Sambódromo do Anhembi foram mantidos e estão previstos para ocorrer nos dias 25, 26, 27 e 28 de fevereiro, além do desfile das campeãs em 5 de março. As apresentações, no entanto, só acontecerão se a Liga das Escolas de Samba aceitar os protocolos sanitários que serão elaborados para o evento.

Além de São Paulo, ao menos 11 capitais cancelaram o carnaval de rua, como Rio de Janeiro, Salvador, Recife e Florianópolis. A situação também se repete no interior de São Paulo, incluindo a tradicional folia de São Luiz do Paraitinga.

Na quarta-feira (5), três organizações ligadas a blocos de rua publicaram um manifesto pelo cancelamento total da festa diante da situação sanitária, com aumento dos atendimentos de pacientes com sintomas respiratórios em meio ao apagão de dados do Ministério da Saúde. A carta é assinada pelo Fórum Aberto dos Blocos de Carnaval de São Paulo, que representa 195 agremiações, a Comissão Feminina do Carnaval de Rua de São Paulo, integrada por aproximadamente 60 blocos, e a União dos Blocos de Carnaval do Estado de São Paulo (Ubcresp).

:::.............. COMENTÁRIOS ..............:::