Prefeitura faz contrato emergencial e lixo de Prudente para vai para Regente e Quatá

62

A prefeitura de Presidente Prudente publicou no Diário Oficial desta segunda (09/01) que, a partir do dia 11 de janeiro, uma nova empresa será a responsável pelo transbordo e destinação final dos resíduos sólidos urbanos (RSU) coletados no município.

O contrato emergencial será de até seis meses, no valor de R$ 7.650.000,00. Os resíduos coletados serão enviados para dois aterros: um em Regente Feijó e outro em Quatá.

O município abriu o processo de contratação emergencial após o Pregão Presencial ser paralisado pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo. O certame ocorreria no dia 16 de dezembro.

Apoio:


Após a paralisação, o município tentou manter o valor de R$ 219 por tonelada, que foi acordado com a empresa Nova Alta Paulista em setembro de 2021. No entanto, a empresa enviou uma carta dizendo que o preço estava defasado, por conta da alta do combustível e pedágios, e assim, deveria ser reajustado para um valor em torno de R$ 260.

Dessa forma, uma nova cotação de preços foi realizada. O município recebeu duas propostas, com o mesmo valor de mercado (R$250 por tonelada). Analisando as propostas, por conta da disponibilidade de início imediato e nenhum custo adicional para o serviço, a proposta da Monte Azul foi escolhida.

Pregão presencial

Com o retorno dos trabalhos do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) a partir desta segunda (09), será apresentado, no prazo de 48 horas, as respostas exigidas pelo Tribunal para que o Pregão Presencial possa seguir. Assim que a licitação definitiva ocorrer, o contrato emergencial se encerra sem custos para a prefeitura.

Fonte: Secretaria de Comunicação

COMENTÁRIOS