Prefeito senta com professores e diz que dará contra-proposta dia 21 de fevereiro

308

O prefeito Ed Thomas, o chefe de gabinete, Jonas Martins, e os secretários municipais de Administração (Secad), Donizete Veloso, e de Finanças (Sefin), Célia Molinari, receberam a presidente do Sintrapp, Luciana Telles, e a comissão de representantes do corpo docente municipal para tratativas relacionadas à paralização desta segunda-feira (07/02) e às reinvindicações da categoria.

A administração municipal, em comum acordo, afirmou que a concessão dos 33% é inviável para o cenário atual, considerando a Lei de responsabilidade fiscal e teto máximo da folha de pagamento.

Em contrapartida, foi sugerida pelo chefe do executivo que seja levada à esfera federal a proposta de se desvincular o Fundeb da folha de pagamento. O prefeito ainda garantiu que discutirá o assunto junto à Confederação Nacional de Municípios (CNM).

Também ficou acordada uma contraproposta, baseada em parâmetros técnicos que serão levantados pelas secretarias, a ser apresentada no dia 21 de fevereiro, levando em consideração a segurança jurídica e a margem que o município possui para avançar.

O prefeito declarou que os salários seguem em dia, com aumento aprovado em 11% para todo o funcionalismo. “Sou a favor da valorização dos professores, mas não podemos simplesmente conceder o reajuste sem considerar os impactos, que são financeiros e fiscais. Como presidente da Unipontal, acredito que é importante ouvir todos os municípios da região. É um direito do professor, que precisa ser cumprido. Vamos buscar caminhos para garantir esses direitos, mas sem ferir o direito do próximo, principalmente o da criança”.

“Esperamos que a assembleia compreenda a situação, que é de extrema complexidade, e as aulas possam ser retomadas a partir de amanhã, para que nossos alunos possam retornar às escolas”, concluiu Ed.

:::.............. COMENTÁRIOS ..............:::