Polícia Civil elucida queda de avião em Junqueirópolis

O fato ocorreu no início do mês de abril de 2020, quando uma aeronave após o pouso forçado em área rural daquele município, foi destruído por um incêndio.

112

Após 1 ano e 10 meses de investigações, a Polícia Civil da Delegacia de Polícia de Junqueirópolis, em conjunto com policiais civis da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes – DISE, da cidade de Tupã, apuraram as circunstâncias da queda de um avião Air Tractor, em abril de 2020, na área rural de Junqueirópolis.

Naquela ocasião, a aeronave fez um pouso forçado em uma área de canavial de uma usina do município. No curso das investigações, os policiais civis conseguiram apurar que a queda da aeronave está associada a chamada “pane seca” que é a falta de combustível, tanto que os trabalhos periciais no local não detectaram a presença de combustível no local da queda. As investigações apontaram ainda que referido avião possuía um compartimento clandestino destinado a transportar substâncias entorpecentes.

Os policiais conseguiram identificar o proprietário da aeronave, bem como o local onde havia sido adquirido, em Minas Gerais. O proprietário anterior foi ouvido e colaborou com as investigações.

A DISE de Tupã, que investigou um fato semelhante, conseguiu prender dois indivíduos com cerca de 400 quilos de cocaína, no último dia 23 de janeiro. Um deles confessou que a droga apreendida pertencia a mesmo indivíduo identificado como sendo o proprietário do avião que caiu em Junqueirópolis. Este indivíduo encontra-se foragido. Ele será indiciado pelos crimes de associação ao tráfico de drogas e lavagem de dinheiro, cujas penas podem atingir a 20 anos de reclusão, além de multa.

:::.............. COMENTÁRIOS ..............:::