Homem joga alcool no corpo de companheira e polícia civil salva vítima no Jardim Paulista

300

Policiais Civis da 2ª DISE/DEIC de Presidente Prudente, em diligências relacionada com denúncia de tráfico de drogas no bairro Jardim Paulista, se depararam com um pedido de socorro a aproximadamente 50 metros do local em que estavam. Uma mulher saiu até a via pública gritando por ajuda. No local inclusive, já foram registradas prisões por tráfico.

Ao se aproximar da mulher que gritava por socorro, sentiram forte odor etílico emanado de suas vestes, tendo ela relatado que o seu convivente, já conhecido dos meios policiais, jogou álcool em seu corpo e na casa e iria atear fogo, para matá-la. A vítima ainda relatou que ele já havia ateado fogo no fogão, além do forte odor de álcool nas vestes da vítima, havia rastro de etanol no chão da casa. No interior do imóvel, perceberam que na cozinha havia sinais de dano provocado por fogo na mangueira do fogão, mas que já havia se dissipado, não havendo necessidade de intervenção policial para conter o fogo.

A vítima a todo tempo dizia que o autor estava ameaçando matá-la e que a discussão se originou, pois, momentos antes uma oficial de justiça esteve no local para intimá-lo e o autor teria ficado bravo. Foi necessário uso de força física moderada para contê-lo e algemá-lo. Deste modo foi exarada voz de prisão em flagrante para o autor e ambos conduzidos para essa delegacia de polícia, local em que a Autoridade Policial ratificou a voz de prisão emanada.

A vítima na Delegacia corroborou o relato prestado no local, e afirmou que o fato somente não se consumou uma vez que conseguiu correr para a via pública e encontrou policiais civis que ali diligenciavam em outra residência.

Após os atos de Polícia Judiciária o autuado por feminicídio tentado, permanece à disposição da Justiça.

:::.............. COMENTÁRIOS ..............:::