Engenheiro civil é preso após matar o próprio cachorro com pistola na Vila Cristina

204

Um engenheiro civil, de 35 anos, deu um tiro em um de seus cachorros, da raça Bull Terrier, após o mesmo ter mordido sua namorada, que tentava colocar o animal dentro de um canil.

Após ouvirem um estampido e observarem a morte do animal vizinhos chamaram a polícia, que ao chegarem na casa do engenheiro, a encontraram fechada. A PM conseguiu contato via telefone com proprietário que disse que estava na Santa Casa, onde teria levado sua namorada para tratamento médico após a mordida.

De acordo com a Polícia Ambiental o animal foi morto com um tiro de pistola 9mm na cabeça. Após perícia foi constatada a “falta de necessidade de defesa”, uma vez que o cão, após morder a vítima, já estava dentro do canil.

Questionado sobre o porque de atirar no cão dentro do canil, ele disse que o animal estava muito agitado e tentando pular a cerca.

PRISÃO E MULTA

O crime aconteceu em uma casa da Vila Cristina na tarde do último sábado, 01 de janeiro, o homem foi preso em flagrante por maus tratos a animal doméstico com resultado em morte por meio de arma de fogo, além de ser multado em R$ 6 mil.

A arma que foi usada para matar o animal é de propriedade do engenheiro, bem como, uma espingarda calibre 22 que foi entregue a autoridade policial, além de 100 munições intactas da espingarda e 169 da pistola.

O corpo do animal foi recolhido para um aterro sanitário e o outro animal também da raça Bull Terrier foi recolhido para uma entidade assistencial para animais.

:::.............. COMENTÁRIOS ..............:::