VILA MARCONDES: Igreja Nossa Senhora Aparecida completa 81 anos

Terreno para o santuário foi doado pelo José Soares Marcondes.

68
Foto: Diocese de Presidente Prudente (anos 70).

Localizado na Vila Marcondes, em Presidente Prudente, o Santuário Diocesano Nossa Senhora Aparecida completou 81 anos de instalação neste sábado, 28 de agosto. A igreja é considerada uma das mais antigas da cidade.

Após cinco anos de fundação da cidade de Presidente Prudente, em 1917, a comunidade religiosa de Vila Marcondes, sob a proteção de Nossa Senhora Aparecida, deu início às obras de construção do templo. O terreno dado pelo colonizador da cidade, José Soares Marcondes.

Naquele ano, foram assentados os alicerces da igreja erguida a nave central e, posteriormente, numa visão arquitetônica moderna, fazendo anexar mais duas naves laterais. Segundo relata o histórico da construção, houveram diversas dificuldades dos paroquianos em construir o Santuário. Somente no ano de 1936 foi possível o início das campanhas de arrecadação de fundos.

Foram realizadas diversas promoções como quermesses, concursos, festas competições entre as colônias, festas juninas, etc. No período de 1940 a 1950 sucederam se outras promoções, a maioria delas ainda na forma de quermesses para se conseguir um jeep destinado ao primeiro vigário nomeado: padre Simphoriano Kopf, palotino.

INAUGURAÇÃO

No dia 28 de agosto de 1940, por decreto de Dom Antônio José dos Santos, bispo de Assis (SP), cuja jurisdição pertencia a Presidente Prudente (SP), foi criada a Paróquia Nossa Senhora Aparecida, na Vila Marcondes.

No dia 22 de dezembro de 1940 foi instalada a paróquia e nela foi empossado, como primeiro vigário, o padre Simphoriano Kopf, com a presença do Padre José Maria Sarrion, vigário da Paróquia São Sebastião, e das autoridades civis, bem como membros da comissão.

Padre Simphoriano se empenhou não somente para dar acabamento à igreja material, mas para formar o povo de Deus em uma verdadeira comunidade, dando atenção à formação das lideranças, fundando a Congregação Mariana, a Pia União das Filhas de Maria, a Cruzada Eucarística e a Irmandade do Santíssimo Sacramento.

Foto: Diocese de Presidente Prudente (Década de 1940).

Em 1951, o padre Emílio Becker sucedeu Simphoriano como segundo vigário, tendo como coadjutor o padre Carlos Fischer. O padre Emílio Becker conquistou os corações dos paroquianos por meio de seu amor pelas crianças.

Em 1963, o Padre Emílio foi substituído pelo Padre Carlos Schultz, tendo como coadjutor o padre Conrado Mirke. A partir de 1964, o padre Francisco Buttenmüller passou a ser o coadjutor.

No mês de Julho de 1964, começaram as obras de ampliação da igreja lideradas pelo dinâmico vigário, padre Carlos Schultz. Estavam praticamente terminadas e em uso, um ano após o início. Já em 1967 foi construída uma nova casa paroquial.

Criação do Santuário

No dia 10 de Junho de 1988, no Ano Mariano, Dom Agostinho Marochi, pelo Decreto 7.659, criou o Santuário Diocesano de Nossa Senhora Aparecida. “Queremos que o referido Santuário seja um centro de renovação espiritual, através da conversão, perdão e oração”.

A solene instalação do Santuário deu se no dia 06 de agosto de 1988, após uma procissão, às 19h30, da Catedral à Paróquia Nossa Senhora Aparecida, da Vila Marcondes.

Entre os anos de 1995 e 1996, foi construída a “Casa de Catequese São Vicente de Paulo”, com quatro salas que também foram utilizadas pela Pastoral da Criança.

Foto: Diocese de Presidente Prudente (2019)

Informações: Diocese de Presidente Prudente

:::.............. COMENTÁRIOS ..............:::