Doação de sangue no HR tem queda de 40% desde o início da pandemia

Referência na região para atendimentos de alta e média complexidade, Hospital vem fazendo campanhas para incentivar a doação

120
Divulgação: Hospital Regional de Presidente Prudente

Em meio ao combate à Covid-19, o Hospital Regional de Presidente Prudente (HR) vem enfrentado outra grave situação, a baixa do estoque do Banco de Sangue.

De acordo com a assessoria de imprensa do HR, “desde março de 2020 houve queda de 30 a 40% das doações na unidade”.

A queda, registrada desde o início da pandemia, corresponde às dúvidas e receio da população, que acaba não comparecendo ao Banco de Sangue do Hospital por ser um serviço de saúde, entretanto, a unidade reforça que os protocolos de higienização e distanciamento estão sendo executados rigorosamente, a fim de oferecer toda a segurança aos doadores.

“É importante ressaltar que todo o processo de doação de sangue é extremamente seguro e rápido, seguindo rigorosamente todas as normas e orientações de higienização e distanciamento para evitar a disseminação da Covid-19”, explica a assessoria.

O HR também vem realizando campanhas para incentivar a doação regular, por meio de ligações telefônicas para os doadores assíduos e empresas, além de utilizarmos as redes sociais, a parceria com a imprensa e a comunicação interna com colaboradores na divulgação.

Por ser referência na região em atendimentos de média e alta complexidade, o HR acaba dependendo de um estoque amplo de sangue para o tratamento de diversas doenças, inclusive do uso de plaquetas para casos graves e cirúrgicos.

Requisitos para ser um doador de sangue

Divulgação: Hospital Regional de Presidente Prudente

Para ajudar o Hospital e salvar vidas sendo um doador de sangue basta:

  • Ter entre 16 e 69 anos de idade (menores de 18 anos devem estar acompanhados pelo responsável legal);
  • Peso mínimo de 52 quilos;
  • Ser saudável;
  • Estar descansado;
  • Apresentar documento de identificação (RG).

Devido ao atuário cenário de pandemia, durante este período, pessoas que estão no grupo de risco da COVID-19 ou apresentam sintomas gripais não devem fazer a doação de sangue. Ainda de acordo com as informações do Banco de Sangue do HR, quem já teve a Covid-19 também pode doar, a partir de 30 dias depois de ter sido curado da doença.

 

 

:::.............. COMENTÁRIOS ..............:::